Mar agitado: Eleições X Economia

Em ano de Copa do Mundo e Eleições a instabilidade econômica assombra os investimentos. O Brasil sofre com uma polarização política que desagrada os investidores e a adia a esperança de crescimento do país.

Você deve estar se perguntando: em um ano de tantas incertezas, como posso garantir o sucesso do meu negócio? Para entender como tudo isso influencia nos negócios e como reagir, vou descrever aqui algumas formas para aproveitar oportunidades nesse cenário e não ser atropelado pelas reações do mercado.

Mar calmo nunca fez bom marinheiro

Toda essa agitação no cenário econômico provoca uma série de reações no mercado, tornando as atitudes e movimentos de investidores imprevisíveis e instáveis. Neste cenário, segurança e resposta rápida te colocam à frente de concorrentes.

Para estas decisões serem efetivas, é importante conhecer sua estratégia e saber como manter-se no caminho de seu objetivo: modelo de gestão ágil como OKR, auxilia a mensurar e nortear suas ações e esforços operacionais e táticos.

Já sabemos que o mercado não é só de prosperidade. Para isso existem materiais que contribuem com sugestões estratégicas, como: Guia Definitivo para Vencer a Crise. Neste mar turbulento muitas oportunidades são evidenciadas, seja por “timing” de produto/serviço, como por exemplo os filtros de barro na crise hídrica, ou pelas mudanças internas causadas nas empresas, como resposta proativa ao cenário à frente.

É muito importante conhecer o contexto econômico do seu segmento nos últimos anos. Fontes de dados como o Relatório de Mercado Focus (disponibilizado pelo Banco Central toda segunda-feira) reúne as mais importantes informações referentes às expectativas em relação à nossa economia e pode dar mais segurança para seu planejamento e tomada de decisão.

Uma análise das suas forças internas (equipe, capacidade produtiva, performance comercial, etc..) e externas (economia, clientes, fornecedores, clima) será importante para ter um planejamento definido e bem estruturado que dará apoio à explorar oportunidades de mercado e minimizar suas fraquezas (análise SWOT).

Como as pesquisas eleitorais influenciam dólar e investimentos

O câmbio reage quase que instantaneamente as previsões eleitorais. Se um candidato pró-mercado tem a maior parcela dos votos, a alta do câmbio acontece pela antecipação dos investidores. O mesmo acontece com um candidato social democrata com a desvalorização Ibovespa e queda dos investimentos.

No entanto outros fatores externos muitas vezes invalidam essas teorias. Em anos de eleição com candidatos pró-mercado os investimentos caíram, e mesmo com a eleição de candidatos democratas, ocorreu um crescimento nos investimentos.

O que aprendemos com isso? O câmbio pode ser aproveitado das duas maneiras. Quando a bolsa de valores está valorizada, o real também em alta, deixando um cenário favorável às importações; a classe média/alta realiza turismo no exterior; as multinacionais se beneficiam com envio de lucro para o exterior. Por outro lado, se o real desvaloriza, o dólar aumenta e atrai o turistas para o Brasil; aumentam as exportações e o ganho com envio de insumos.

A cada 4 anos nos movimentamos como cidadãos para escolher um rumo para o país. Cabe a todos nós não deixar sermos levados pela maré da instabilidade mas agir utilizando conhecimento, estratégias e atitudes vencedoras para prosperarmos nesse mar agitado.

Deixe uma resposta